Páginas

quinta-feira, 10 de março de 2011

"Literatura Infantil",quando e como surgiu no Brasil?

  
   Regina Zilberman é  Licenciada em Letras pela UFRGS, doutorada em Romanística pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha, e fez pós-doutorado em Rhode Island, nos EUA. É uma das maiores especialistas em literatura infanto-juvenil. Aborda em seu livro: A literatura infantil na escola, o surgimento da Literatura infantil no Brasil no qual estaremos a discutir.

      Conforme Zilberman, no final do século XIX,o Brasil estava mudando de regime político: a monarquia estava sendo substituída pela República (1889 ).O país estava progredindo,a população aumentando, as variedades culturais e étnicas se exprimindo. A grande diferença situava-se na nova conformação da sociedade marcada pela ascenção de uma classe média,essa classe média responsabiliza-se doravante pelas mudanças ocorridas no país, e em nome dela revoluções, avanços e retrocessos acontecem.O aparecimento dos primeiros livros para crianças imcorpora-se a esse processo, porque atende as solicitações indiretamente formuladas pelo grupo social emergente.O mercado começa então a requerer dos escritores a necessária prontidão para atendê-lo, mas como ainda não se escreviam livros para crianças na nossa pátria não tinham uma referência. Segundo a escritora, o jeito foi então apelar para as seguintes saídas : traduzir obras estrangeiras ,adaptar para os pequenos leitores obras destinadas originalmente aos adultos, entre outras, essas soluções não foram inventadas pelos brasileiros e é por isso que se explicita pela primeira vez com a lei de Lavoiser que nada se cria mas tudo se transforma.
  
    Os escritores brasileiros seguiram a escrever ou traduzir obras     extrageiras, mas acabaram inventando a nossa própria literatura brasileira, podemos destacar Monteiro Lobato,autor que, no início doséculo XX, renovou a literatura brasileira ao criar personagens que, até hoje, fazem parte do imaginário   de muitas crianças.


Bibliografia:
A literatura infantil na escola. 11. ed. São Paulo: Global, 2003. ZILBERMAN, Regina.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário